FE: GALLAGHER

Paz! Achei interessante compartilhar um trecho de um livro, e concordo com a autora (não significa que eu siga o que está descrito, mas isto serve de lição). Às vezes focamos (objetivos, desejos e vontades) naquilo que temos por esperança (benção) e não no Todo Poderoso o Grande EU SOU (que tem o melhor para nós). Devido a isso, quando a nossa “esperança” tarda ou não ocorre como esperáramos nós desanimamos e até desviamos, pois nossa força estava naquilo que esperávamos e não em Deus. Em outra parte do livro que a autora menciona: “Se eu pensar que a fé significa obter um final favorável para aquilo em que creio, isso não será fé. A fé crê em Deus, não importando qual seja o resultado. Fé também mostra a aceitação da vontade do Senhor, sem importar o que ela signifique” (Anônimo). 230

Isso significa para todas as áreas da vida.

Segue abaixo o trecho do livro:

A OBSESSÃO ERRADA

Querida Bernice

Compreendo seu desejo profundo de ver seu marido arrepender-se para que seu casamento rompido seja restaurado. Entretanto, suspeito que você esteja cometendo o mesmo erro que cometi uma vez: está obcecada por ver isso acontecer.

Salomão disse: A esperança demorada enfraquece o coração (Pv 13.12a). Bernice, assim como a preocupação do seu marido com sexo irá deixá-lo vazio e miserável, sua obsessão fará o mesmo com você.

É bem melhor (e mais sábio) focalizar sua atenção no Majestoso, no Alfa e Ômega, no Ancião de Dias. Somente Ele pode preencher o vazio em seu coração e confortá-la em meio à sua dor. Só Jesus é capaz de tratar e curar suas feridas tão profundas. A alegria dEle é sua força (Ne 8.10).

É preciso ter em mente que o Pai está treinando. Você quer que esteja tudo bem, mas o Senhor não está pensando nesses moldes. É mais importante para Ele que você tenha algo substancial em seu interior que seja dEle. A preocupação do Pai é o seu bem-estar eterno, não necessariamente sua felicidade temporária. Você se tornou obcecada em seus esforços para acumular tesouros na terra, mas, Bernice, esses tesouros são suscetíveis à ferrugem e ao mofo. Deus está tentando dar-lhe riquezas eternas.

O pecado do meu marido era também encarado por mim como uma interrupção indesejada da vida “feliz para sempre”, como sonhei que teríamos juntos. Mas sou muito grata hoje por tudo de bom em resultado disso! Sou agradecida porque Deus não teve uma varinha mágica para me conceder o que eu queria e da forma como supliquei na ocasião. Em cada passo da caminhada, Ele me levou a algo de que eu precisava desesperadamente: intimidade verdadeira com Ele. Então, encorajo-a a conservar seus olhos fixos no Senhor e a permitir-Lhe que faça a obra maravilhosa em sua vida, mas do modo realmente necessário. 66,67

Fonte: GALLAGHER, Kathy. Quando o pecado secreto dele despedaça o seu coração. Cartas para esposas feridas. Rio de Janeiro, RJ: Graça, 2005, PP 66, 67 e 230.

Obs: O negrito no meio do texto não esta no livro.

Anônimo.

Anúncios

Sobre unidadenoespirito

homem de 46 a 55 anos região sul Brasil
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s